Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Imagens de segunda










Fotos feitas entre 16:34 e 16:37

Share

Beber ainda pode

Share

Uma capa criminosa


Este jornal carioca que, muitos anos trás, diziam que se fosse torcido jorrava sangue, parece que está voltando à antiga forma, depois de passar uma longa temporada posando de publicação séria.

A prova disso é a primeira página da edição desta segunda-feira, que estampa duas fotos "comprometedoras" do jogador Adriano. Na primeira, ele aparece segurando uma metralhadora (ao lado de um amigo, também "armado"); na segunda foto, ele faz com as mãos o símbolo do Comando Vermelho (CV).

Muito bem. O agente do Imperador, Gilmar Rinaldi, em entrevista ao SporTV, deu a seguinte declaração:

No dia 6 de junho de 2007, sofremos tentativas de extorsão por causa destas fotos, que foram tiradas na casa do Adriano, na Itália, e fui na Polícia Federal, onde até hoje corre o processo no Rio de Janeiro. A arma que o Adriano segura é de paintball, não é de verdade. E a outra, dourada, que está com um amigo dele, é um abajur quebrado que ele tinha na Itália. (Nota do RA: A foto do abajur está no site do SporTV)

Mais de uma vez foram feitas tentativas de extorsão. Há alguns meses as fotos iriam ao ar no Fantástico, mas a TV Globo confirmou que as armas não eram de verdade. Depois tentaram vender as fotos para a Record. São pessoas que querem dinheiro e prejudicar o Adriano.


Diante desse crime jornalístico - induzir o leitor a acreditar que uma brincadeira entre amigos é prova de delinquência -, vem a pergunta que não quer calar: sofrerá O Dia algum castigo por essa colossal irresponsabilidade?

Para mim, a pena mínima deveria ser uma outra capa inteira de pedido de desculpas ao Adriano e, também, aos leitores que acreditaram nesse absurdo.

Share

Da antiga série 'Onde tem desgraça, tem brasileiro'

Vi agora na Folha Online:

A cineasta brasileira Iara Lee estava a bordo de um dos barcos atacados na manhã desta segunda-feira por Israel, segundo a Folha apurou.

Não se sabe se ela está entre as vítimas da ação israelense, que visava impedir que uma flotilha internacional de seis embarcações furasse o bloqueio à faixa de Gaza para entregar suprimento à população do território controlado pelo grupo radical Hamas.

Amigas de Iara enviaram hoje de manhã carta ao chanceler Celso Amorim e ao assessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, pedindo que o governo brasileiro tome "as providências cabíveis e necessárias para assegurar a vida e a integridade de Iara Lee".

O Itamaraty ainda não se pronunciou sobre o caso.

Share

Imagens de domingo na segunda








Fotos feitas ontem entre 16:41 e 17:23

Share

domingo, 30 de maio de 2010

O bom Galinho à Gávea torna


Para ampliar, clique na imagem

Mais informações aqui, aqui e aqui.

Share

Quando Dennis Hopper veio a São Paulo

Leon Cakoff, no UOL Cinema

Hopper é um gigante e fincará sua estátua no nosso imaginário de heróis transgressores e videntes. Ele deu sentido ao desejo reprimido a gerações de jovens que queriam mostrar suas caras 'on the road', desafiando paisagens e personagens diferentes de suas realidades adormecidas.

Bom, com a Mostra Internacional de Cinema, Dennis Hopper foi de uma humanidade e de uma solidariedade inesquecíveis. Estávamos na 8ª Mostra, em 1984, a primeira independente, fora das amarras e do manto protetor do Masp, com uma produção cheia de dificuldades. Tinha visto e adorado seus filmes "The Last Movie" e "Out of the Blue" seguidos a "Easy Rider" ("Sem Destino").

Convidei-o para vir a São Paulo temendo nem mesmo poder pagar a sua passagem na classe econômica. Mesmo assim lancei o convite atrevido. Surpreendentemente, Dennis Hopper aceitou o convite, veio em econômica de Los Angeles a São Paulo e ainda trouxe na bagagem seus três filmes para exibir na Mostra.

Mais surpreendente ainda é que ele fixava seus olhos marejados nos meus olhos ao longo da Mostra e repetia que eu tinha salvado a sua vida. Sem saber, tinha sido a Mostra o primeiro festival a convidá-lo depois de um longo inferno astral que havia enfrentado com drogas pesadas, álcool, antidepressivos e tratamentos de choque em clínicas horrorosas, me dizia.

Voltamos a nos encontrar, por acaso, nas escadarias do Festival de Cannes de 1991, na exibição especial de "Truth or Dare" (aqui, "Na Cama com Madonna"), de Alex Keshishian. Dennis Hopper continuou se mostrando agradecido e feliz, exagerando imagino, mas carinhoso, dizendo que eu havia mudado a sua vida. Sapecou-me um inesperado beijo na boca para o espanto dos fotógrafos surpreendidos que gritavam para ele repetir o beijo. E repetiu.

Tinha o seu telefone pessoal e chegara a telefonar-lhe muitas vezes para convidá-lo a voltar à Mostra. "Não posso, não posso, não paro de trabalhar, me dizia se desculpando". E rindo, emendava: "a culpa é sua".


* Leon Cakoff é diretor da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

Share

Um blog sem bromato

Share

sábado, 29 de maio de 2010

Filme de sábado


Abertura de 'Sem destino' (1969), dirigido e estrelado por Dennis Hopper

Share

Grande Dennis Hopper!


No primeiro filme, 'Johnny Guitar' (1954)


Em 'Assim caminha a humanidade' (Giant), de 1956


Nos anos 60, em São Francisco (Foto de Robert Altman)


Em 'Sem Destino' (1969)


Com Peter Fonda em 'Sem Destino' (1969)


Em 'Apocalypse Now' (1979)


Com Benjamin Bratt na série da NBC 'E-Ring' (2005)


No filme 'Sleepwalking' (2008)


No ano passado, em Madrí (Foto El País)

Para saber (quase) tudo sobre o ator, diretor, pintor e fotógrafo Dennis Hopper, que morreu hoje aos 74 anos, entre aqui. Para ver uma galeria de fotos da sua carreira publicada no jornal The Washington Post, entre aqui.

Share

sexta-feira, 28 de maio de 2010

E por falar em Rua da Música...

Da série 'Retrospectiva dos cinco anos do RA'

Jazz no Calçadão


O saxofonista Aniceto e sua banda

Sábado passado, véspera do Dia das Mães, o Calçadão esteve mais movimentado do que nunca. É que, além da data especial (última chance para comprar o presente da mamãe), houve também um encontro de motociclistas (concentrados de frente à Makell) e um show do saxofonista Aniceto e sua banda. É a segunda vez que eles se apresentam ali, no tradicional palanque armado próximo ao relógio digital, louvável iniciativa da Casa da Cultura Macedo Miranda.

Para mim, o melhor de Resende acontece sempre nas manhãs de sábado do Calçadão. É quando as pessoas circulam alegres e descontraídas, curtindo a liberdade depois de uma semana inteira dedicada ao trabalho e à correria cotidiana. E se o sábado é de sol e estamos em pleno outono - a estação mais agradável do ano -, tudo fica ainda mais bonito, com jeito de primeiro mundo. A boa música só reforça esse sentimento, fazendo as vezes de trilha sonora para os momentos felizes (e fugazes) dessas manhãs ensolaradas.

Matéria publicada no dia 9 de maio de 2005.

Share

Amanhã tem Marcel Powell no 'Rua da Música'


O Projeto Rua da Música, que acaba de completar um ano, recebe amanhã, dia 29, o violonista Marcel Powell, herdeiro do nome e do talento do pai, o inesquecível Baden Powell. A apresentação acontece a partir das 11h30 no deque da rua Saulo Rachid, em Campos Elíseos.

Com o início das obras de reurbanização da área entre as pontes Velha e Miguel Couto Filho, o "Rua da Música" entrará em recesso até o fim dos jogos da Copa do Mundo, devendo retornar em um novo formato, com apresentações itinerantes nos diversos bairros da cidade.

Informações enviadas pelo grande Lu Gastão.

Share

É hoje


Para ampliar, clique na imagem

Share

Carro de sexta


Alfa Romeo Coupê Bertone 2000 GTV (1971)

Share

Orgulho carioca


Encartado em O Globo de hoje, um belíssimo suplemento de 20 páginas comemorativo da reforma do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, reaberto na noite de ontem, depois de três anos fechado.

No encarte, fotos atuais do making of da restauração e imagens históricas da construção e inauguração do teatro em 14 de julho de 1909 (com a presença de Chiquinha Gonzaga) e de apresentações de artistas célebres, como Maria Callas, Margot Fonteyn e Arthur Rubinstein.

Para ver as fotos que o UOL Entretenimento fez ontem na cerimônia de abertura, entre aqui.

Share

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Imagens de quinta






Fotos feitas entre 10:30 e 16:27

Share

Walter Salles pode não filmar 'On the road'


Da Folha Online

O diretor Walter Salles, que esteve no lançamento do livro "Na Estrada", do jornalista e crítico Marcos Strecker ontem (26) em São Paulo, disse estar cético quanto à filmagem adaptada do livro "On the road", de Jack Kerouac.

"Este é um projeto que existe há 40 e poucos anos, então ele virá a acontecer mesmo no momento em que a claquete final for batida. Até lá, eu mantenho um ceticismo e um desejo muito vivo de torná-lo possível", afirmou Salles.

Apesar das incertezas quanto ao longa, o documentário ainda inacabado "À Procura de 'On the Road'" ganha solidez. Para esse projeto, Salles refez a viagem registrada no livro a fim de investigar a possibilidade de fazer o filme propriamente dito.

Sobre o elenco, ele prefere não falar, pois ainda não estaria definido. O projeto é produzido por Francis Ford Coppola, que já tentou adaptar a obra beat e a quem os direitos autorais pertence. Gus van Sant, Jean-Luc Godard e outros diretores também não conseguiram concretizar suas versões.


Pitaco do RA: A matéria acima contraria (ou desmente) outra da própria Folha de São Paulo (veja aqui) publicada on-line no último dia 13, onde era dada como certa (segundo a revista Variety) a participação das atrizes Kirsten Dunst e Kristen Stewart e dos atores Garrett Hedlund e Sam Riley no filme "On the road", assim como também do compositor argentino Gustavo Santaolalla, autor da trilha sonora de "Diários de Motocicleta" e ganhador de dois Oscar. Se o diretor Walter Salles afirma agora que o elenco ainda está indefinido e que o projeto não passa de um sonho a ser realizado, tudo volta ao Km zero da velha estrada sem nome e sem fim. Pelo menos, por enquanto.

Share

terça-feira, 25 de maio de 2010

RA Noir de terça


Murder, my sweet (Adeus, minha adorada) - 1944


Oito anos na cadeia não foram suficientes para que Búfalo Malloy esquecesse Velma. Após o assalto ao banco, alguém o denunciou, mas isso pouco importava. O que ele queria mesmo era reencontrar sua garota e foi ao mesmo Florian's Bar, onde ela cantava.

Precisava ouví-la dizer: "Malloy querido, esperei por você todos esses anos". Mas o Florian's agora era um bar de negros e ela não cantava mais ali. Muitas coisas mudam em oito anos e tudo havia mudado, menos seu amor. E, a qualquer custo, ele a encontraria.

Um problema ideal para o detetive Philip Marlowe. Ação, enormes perigos, poucos dólares (para Marlowe, é claro) e muito risco. Afinal, ele era um cara durão, uma parada indigesta, e tinha um grande defeito, no fundo era um sentimental.

Raymond Chandler

Share

Imagens de terça






Fotos feitas entre 7:10 e 7:14

Share

Hoje é o Dia da Liberdade de Impostos

Da Época Online

Nesta terça-feira, 25 de maio, seis cidades brasileiras realizam o Dia da Liberdade de Impostos. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília e Vitória, a gasolina será vendida em postos de gasolina selecionados por cerca da metade do preço.

Em São Paulo, a venda de gasolina será no Posto Ipiranga da avenida Sumaré, esquina com a rua Dr. Franco da Rocha. Em vez dos R$ 2,39 por litro normalmente cobrados, os consumidores pagarão R$ 1,18 por litro, que é quanto a gasolina custaria se não incidissem tributos como a CIDE, PIS, Cofins e ICMS. As vendas, que começam às 10 horas, serão limitadas a 30 litros de gasolina por veículo.

Em Porto Alegre, a ação acontece no Posto Firense (Rua Santana, 345), em sua sexta edição. O consumidor pagará R$ 1,25 por litro de gasolina. A partir das 8 horas, o posto distribuirá senhas para compra do combustível e o abastecimento ocorrerá a partir das 10h até esgotar o volume de gasolina da campanha: 5 mil litros, com um limite de 20 litros por veículo.

Em Belo Horizonte, a campanha é realizada pela quarta vez e acontecerá no Posto Albatroz, na Avenida Afonso Pena, esquina com Avenida Brasil, na Praça Tiradentes, a partir das 9 horas. Neste dia, a população poderá adquirir gasolina a R$ 1,36 por litro, com desconto de 43% dos tributos incidentes no produto.

No Rio de Janeiro, já houve uma ação no sábado (22) para chamar a atenção para a campanha. Mais de 250 motoristas abasteceram o carro em um posto de Botafogo. Eles pagaram R$ 1,18 pelo litro da gasolina comum. Quem fez as vezes de frentista foi o humorista Marcelo Madureira, integrante do "Casseta & Planeta". O combustível chega a custar R$ 2,80 na zona Sul do Rio.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte, Roberto Alfeu, o objetivo do Dia da Liberdade de Impostos é conscientizar a população sobre a grande carga de impostos que incide, direta e indiretamente, sobre sua renda. "O Brasil possui uma das mais altas cargas tributárias do mundo. Há 18 anos, os tributos significavam 23% do PIB. Hoje são mais de 40%", afirmou Alfeu. "O Brasil tem impostos de primeiro mundo e condição social de país atrasado", disse.

Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), só para quitar os tributos (impostos, taxas e contribuições) com o governo, o brasileiro trabalha 148 dias (de 1º de janeiro a 28 de maio) ou 4 meses e 28 dias. Nos Estados Unidos, são 102 dias trabalhados para quitar os impostos. Na Argentina, 97; no Chile, 92 e no México, 91 dias por ano.

De acordo com pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), brasileiros que recebem até dois salários mínimos gastam a metade (aproximadamente 54%) do seu salário somente para pagar impostos.


Matéria editada pelo RA.

Share

segunda-feira, 24 de maio de 2010

As melhores imagens do Festival de Cannes

O meu, o seu, o nosso Blog da Foto acaba de publicar uma série de fotos do mais famoso festival de cinema do planeta, que teve a sua 63ª edição encerrada na noite de ontem.

Abaixo, alguns exemplos do talento dos fotógrafos que cobrem, anualmente, o evento. Para ver todas as fotos, entre aqui.


A cantora Patti Smith (Foto Reuters)


Foto de Sean Gallup/Getty Images


O diretor Tim Burton (Foto Eric Gaillard/Reuters)


Foto de Christian Hartmann/Reuters

Fotos publicadas no TelegraphPics.

Share

Estudantes do Rio terão aulas de MPB

Do UOL Educação

A partir de junho, a história da Música Popular Brasileira será ensinada nas escolas da rede estadual fluminense. A iniciativa da Secretaria Estadual de Educação atende à Lei 11.769, que prevê o ensino de música na educação básica a partir de 2011.

Em parceria com o Instituto Ricardo Cravo Albin, será levado para as salas de aula o projeto MPB nas Escolas, com a proposta de ensinar a origem da música popular, seus compositores e como eles influenciaram na formação da identidade cultural dos brasileiros.

As aulas se destinam aos alunos do ensino médio, mas não farão parte do currículo obrigatório. No primeiro momento, os estudantes vão receber aulas de história da MPB em 16 unidades da rede que contam com o programa Ensino Médio Inovador, num total de 6.500 alunos.

Cada uma das unidades receberá um kit com seis DVDs, cartazes e livretos, material didático elaborado pelo Instituto Ricardo Cravo Albin. Caberá ainda à instituição criada pelo pesquisador e historiador da MPB Ricardo Cravo Albin orientar os professores para que o conteúdo da nova disciplina seja explorado da melhor maneira possível nas salas de aula.

Os estudantes terão a oportunidade de descobrir artistas de papel fundamental na MPB, dos mais diferentes gêneros. As aulas também vão resgatar as manifestações folclóricas, com suas músicas, coreografias e danças, destacando sua importância na preservação de valores e tradições.


Matéria editada pelo RA.

Share

domingo, 23 de maio de 2010

Uma foto e seu autor


Lúcio e Maicon se abraçam após vitória na Liga dos Campeões ontem em Madri

Foto de Daniel Ochoa de Olza, da Associated Press (AP), publicada no UOL Esporte. Você pode ver outros trabalhos do fotojornalista espanhol no Blog da Foto.

Share

Impostos, impostos e mais impostos


Da Época Online

O publicitário Eduardo Lopes, de 27 anos, trabalhou duro para realizar um de seus sonhos de consumo: comprar um Corolla 2.0, automático, zero-quilômetro, de R$ 75 mil. Há um mês, ele trocou seu Fiat Idea, comprado em 2008, pelo sedã da Toyota, o carro mais vendido no mundo, em uma concessionária de Goiânia, onde mora.

Deu de entrada seu Idea, avaliado em R$ 32 mil, e pagou R$ 43 mil à vista. Para comprar um carro que custa 15 vezes sua renda média mensal, de R$ 5 mil, Lopes usou uma poupança de R$ 25 mil, formada durante dois anos à base de economias e alguns trabalhos extras. "Eu poderia partir para um carro popular, que é bem mais barato, mas gosto de conforto e acho que mereço", diz.

Em comparação com o preço cobrado pelo Corolla em outros países, Lopes pagou uma pequena fortuna. De 13 países pesquisados por ÉPOCA, o Brasil é onde ele custa mais caro (leia o quadro abaixo).


Para ampliar, clique na imagem

Nos Estados Unidos, o carro é vendido por R$ 32.800 (US$ 19 mil), menos da metade do preço daqui. Na China, por R$ 37.100. No México, por R$ 37.200. Na Alemanha, por R$ 50.700. O preço médio dos 13 países é de R$ 45.800, 60% do preço nacional. A diferença, de quase R$ 30 mil, poderia ter servido para Lopes fazer uma série de outros gastos – ou poupar mais.

Share

Deputados fluminenses livres do 'Ficha Limpa'

Do Blog do Noblat

Enquanto a sociedade discute o alcance do projeto que pretende impedir os políticos com ficha suja de concorrerem a cargos eletivos, aprovado quarta-feira pelo Senado, um terço da bancada federal do Rio na Câmara dos Deputados - todos pré-candidatos à reeleição ou à Assembleia Legislativa (Alerj) - responde a processos.

Segundo levantamento feito pelo Globo, 14 dos 46 deputados fluminenses são alvo de processos que tramitam nas esferas estadual, federal ou eleitoral da Justiça, ou são investigados pelos tribunais de contas do Estado (TCE) e da União (TCU). Eles estão fora do alcance do projeto Ficha Limpa.

Share

E por falar em ficha limpa...


Gabeira lança pré-candidatura ao governo do Rio (Foto Futura Press)

Da Folha Online

O deputado Fernando Gabeira (PV) lançou neste domingo sua pré-candidatura ao governo do Rio de Janeiro.

Durante o evento, Gabeira disse que há deputados estaduais e vereadores da capital fluminense que são subornados por empresas de ônibus. Segundo ele, tais políticos são "velhacos".

O pré-candidato disse que a aliança PV-PSDB-DEM-PPS chegou ao seu formato final e que, a partir de agora, pode se dedicar à campanha, e que dará atenção especial ao interior do Estado, onde sua aceitação pelo eleitorado é menor do que na capital.

Share

sábado, 22 de maio de 2010

Em livro, perito diz que pedófilo matou Isabella


Sanguinetti mostra boneca com as mesmas dimensões e peso de Isabella

Do UOL Notícias

Desprezado pela defesa no julgamento de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, o médico-legista George Sanguinetti promete relembrar a polêmica sobre o caso da morte da menina Isabella Nardoni nas próximas semanas. O perito vai publicar o livro "A Morte de Isabella Nardoni – Erros e Contradições Periciais", no qual faz questionamentos ao trabalho realizado pela Polícia de São Paulo durante as investigações do crime.

Contratado para realizar uma perícia paralela e questionar a tese oficial do crime, ele defende a versão de que a garota não foi esganada, mas que sofreu violência sexual antes de ser jogada do 6º andar do edifício London na noite do dia 29 de março de 2008. "Se querem saber quem é o assassino de Isabella, procurem o pedófilo", afirmou Sanguinetti ao ser entrevistado pela reportagem do UOL Notícias em sua casa, na capital alagoana.

Sanguinetti não sabe apontar quem seria o pedófilo assassino. Mas, ele tem uma explicação para o desprezo no julgamento do casal Nardoni, ocorrido em março deste ano, à tese levantada por ele: do ponto de vista criminal, ela seria uma "faca de dois gumes". "Tanto poderia ajudar, como complicar, pois se não houve uma terceira pessoa, quem seria então o pedófilo? O pai? A madastra?", questionou.

Provas são falhas

No livro, com mais de 80 páginas, o legista aponta uma suposta série de erros cometidos pela perícia, embora não garanta a inocência do casal condenado pela Justiça. "Em nenhum momento digo que o pai e a madrasta são inocentes, nem garanto que existiu uma terceira pessoa na cena do crime. O que asseguro é que faltou investigação e as provas são falhas e incapazes de condenar Anna e Alexandre", disse.

Segundo ele, o laudo feito pela polícia paulista aponta para quatro lesões na área genital de Isabella, que "provariam" o abuso sexual instantes antes da queda. "São sinais claros da síndrome da criança abusada sexualmente. Se as lesões descritas fossem consequência do impacto do corpo sobre galhos e folhagens da palmeira no momento da queda, haveria na calcinha e na calça perfurações, roturas indicativas. A calcinha e a calça estavam íntegras", alegou.

O erro crucial

O médico-legista ainda aponta para o "erro crucial" das investigações. "O erro mais grave, entre tantos erros, foi não realizar de imediato o exame das unhas do casal. A existência ou não de material orgânico de Isabella definiria a culpa ou inocência deles", garantiu.

Para Sanguinetti, caso as unhas do casal tivessem sido analisadas, seria possível definir se o abuso sexual foi praticado pelo casal condenado.

"Esta resposta do IML - que não realizou o exame das unhas porque fotografou e que as unhas estavam aparadas - é uma afronta à Criminalística e à Medicina Legal. Não se faz exame das unhas com observação de olho ou com fotografias. Como é que olhando as mãos de uma pessoa e fotografando, vou afirmar se antes a mesma teve oportunidade de arranhar alguém?", questiona no livro.

Esganadura é equívoco

Sobre a esganadura, supostamente praticada pela madrasta, Sanguinetti diz que ela é um "equívoco" e de "total impossibilidade". Para ele, a morte foi causada exclusivamente pelo politraumatismo da queda.

"Na região cervical (pescoço), quer na parte da frente, quer na parte de trás, não consta assinalada nenhuma lesão. Se tivesse ocorrido esganadura haveria escoriações e equimoses, ou seja, marcas de unhas, arranhões e mudanças na coloração. No laudo necroscópico, no exame externo do cadáver no IML também não foi descrita nenhuma lesão do pescoço", cita no livro.


Ferimentos encontrados no corpo de Isabella Nardoni pelo IML

Sanguinetti ainda critica os peritos paulistas que teriam tirado apenas a foto de Isabella com uma placa na frente do pescoço. "Se não estivesse com a placa, seria visível a integridade quanto ao aspecto externo do pescoço e afastaria a possibilidade de esganadura", afirmou, citando no livro um suposto trecho do depoimento dos peritos oficiais que constariam no processo. "Em nenhum momento fizemos tal afirmação (de que a esganadura foi feita pela madrasta) e não sabemos de qual fonte foi extraída", teriam dito à Justiça.

Tempo de fuga seria de um minuto

Embora não garanta a existência de uma terceira pessoa no cenário do crime, Sanguinetti afirma que era possível alguém ter entrado no apartamento sem ter sido percebido, e que o tempo de evacuação do apartamento seria de apenas um minuto.


Assassino poderia estar escondido atrás do vidro com película da varanda

"Havia um prédio em construção ao lado do edifício, e tinha por onde qualquer pessoa entrar sem ser percebida. O porteiro também alegou que na noite do crime chegaram carros que ele não conseguiu identificar, pois ainda não havia cadastro, e que a cerca elétrica e os sensores ainda não haviam sido ativados. Além disso, o tenente que comandou as investigações me disse que vistoriou apenas os apartamentos que conseguiu, ou seja, visitou aqueles que tinham pessoas e que abriram as portas. E se o pedófilo estivesse em um desses que não foi visitado?", argumentou.


Havia três pontos de fuga do prédio em um minuto

Sanguinetti ainda assegura que não tem interesse em ganhar dinheiro com o livro, mas, sim, levantar a discussão sobre o assunto. "Esse livro vai custar entre R$ 8 e R$ 10, que é o preço mínimo. Tenho duas aposentadorias e sou consultor; tenho uma vida estável. Quero que as pessoas vejam que existem erros em um caso de tanta repercussão e principalmente que esse debate chegue às faculdades", disse.

Procurados pelo UOL Notícias, o advogado de defesa do casal Nardoni, Roberto Podval, e o promotor do caso, Francisco Cembranelli, informaram que não iriam comentar a tese levantada por Sanguinetti.

Legista já contestou morte de PC Farias

Aos 65 anos, o pernambucano George Sanguinetti é professor de medicina legal aposentado pela Universidade Federal de Alagoas e coronel reformado da Polícia Militar do Estado.

O legista ficou conhecido nacionalmente ao contestar, em 1998, o laudo do legista paulista Badan Palhares sobre a morte de Paulo César Farias, que apontava para crime passional, seguido de suicídio.

"Ali foi um duplo homicídio, e conseguimos à época anular o laudo feito pelo legista Badan Palhares. Hoje, o laudo que vale é nosso", contou.

PC Farias e sua mulher, Suzana Marcolino, foram encontrados mortos com um tiro cada um na casa de praia dele em Maceió, em 23 de junho de 1996.

Matéria editada pelo RA.

Share

Ninguém quer ir para o novo World Trade Center

Do Jornalismo nas Américas

A editora Condé Nast, que publica revistas como The New Yorker, Wired, GQ, Vogue e Glamour, quer se tornar a maior inquilina do arranha-céu em construção em Manhattan no local onde ficavam as Torres Gêmeas, destruídas em setembro de 2001.

O chamado One World Trade Center é o principal edifício do novo complexo, com inauguração prevista para 2013.

A Bloomberg e outras publicações de Nova York têm acompanhado o assunto de perto. O New York Observer relatou esta semana que os funcionários da empresa estão descontentes com a proposta de mudança.

"Todo mundo pensa que o edifício é assombrado", diz um funcionário veterano da Condé Nast, que preferiu não se identificar. "Não há sequer uma pessoa, dos editores a todos os cargos abaixo deles, que queira se mudar para lá. Mesmo as pessoas que poderiam visitar o lugar não querem trabalhar lá."

Share

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Shrek ganha estrela na Calçada da Fama


Foto AP

O ogro mais famoso do mundo esteve ontem em Los Angeles para ver de perto a sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood, que completou 50 anos em fevereiro deste ano. Shrek é a "personalidade" nº 2.408 a receber esta homenagem.

Share

Google comemora os 30 anos do Pac-Man


Na página inicial do Google, você pode relembrar os bons tempos do game Pac-Man (ou come-come), lançado em 1980. Para jogar, use as teclas de setas do seu teclado.

Share

Celebrações de quinta na sexta


Foto AFP

Em Buenos Aires, milhares de argentinos dançaram e cantaram ontem (quinta-feira) na Praça de Maio durante a Marcha Nacional Indígena. Os manifestantes reclamavam por um Estado multicultural que respeite o direito dos povos nativos do país.


Foto AP

Já em Nova York, algumas pessoas passaram a tarde de ontem em uma praia artificial montada em plena Times Square. O ambiente foi criado por uma marca de cerveja para celebrar a chegada do verão.

Matérias do UOL Notícias editadas pelo RA.

Share