Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

quinta-feira, 30 de abril de 2009

O novo trânsito de Resende

O grande Ton Kneip - Secretário Municipal de Gestão Estratégica e Planejamento - apresentou, ontem à noite no auditório da CDL, o seu projeto "Urbano Humano", que visa melhorar o trânsito no mais importante centro comercial e financeiro de Resende, o bairro de Campos Elíseos e o seu entorno.

A platéia (em sua maioria, comerciantes) se surpreendeu com a beleza das imagens (reproduzidas abaixo) do projeto, uma verdadeira revolução, não só no trânsito, mas na estética do bairro onde tudo acontece e, por isso mesmo, pode ser considerado o cartão de visitas da cidade.

Pela importância do projeto para todos os resendenses, vamos torcer para que o belo sonho do Ton - e, claro, da Prefeitura de Resende - se concretize da maneira como ele o idealizou. E, desde já, o RA se compromete a registrar, passo a passo, o andamento das obras, que devem ser iniciadas assim que o projeto passar pela avaliação dos diversos segmentos da sociedade.



Ton Kneip inicia a apresentação do projeto


Em primeiro plano, a nova ponte Miguel Couto Filho


Av. Mal. Castello Branco e a rua Gulhot Rodrigues, que terá mão invertida


Av. Mal. Castello Branco e os ícones que darão identidade visual ao projeto


Av. Mal. Castello Branco e os novos postes de iluminação


Pórtico de entrada da rua Gulhot Rodrigues, com trânsito em direção ao rio


Rua Gulhot Rodrigues cruzando o Calçadão no sentido rio


O novo Calçadão ocupará toda a av. Albino de Almeida


Tendas em meio às árvores para proteger os pedestres do sol e da chuva


Visão geral do novo Calçadão


Do alto da Ponte Velha, a vista do início do Calçadão


Vista aérea do Calçadão, que se estenderá pela travessa do 'Cosa Nostra'


Um novo deck sobre o rio, de frente à rua Gulhot Rodrigues


Visão lateral do deck a partir da av. Nova Resende, que terá mão invertida


Vista aérea da ponte Miguel Couto Filho, que terá as laterais ampliadas


Anfiteatro que será construído de frente à Igreja Batista


Novas passagens laterais da ponte Miguel Couto Filho, suspensas por cabos de aço


Vista da ponte Miguel Couto Filho, a partir da av. Presidente Kennedy


Nova ponte sobre o rio Sesmaria, na av. Presidente Kennedy


Nova passarela de pedestres sobre a Praça da Concórdia até a Ponte Velha


A nova rodoviária 'velha', que passará a ser um ponto de ônibus


Em primeiro plano, a ponte Tácito Viana Rodrigues e a passarela até a Ponte Velha


Setas indicam os novos sentidos do trânsito nas ruas integrantes do projeto


O novo itinerário das linhas de ônibus

Share

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Imagens de quarta




Fotos feitas às 12:27 e 16:29

Share

Pergunta de quarta

Existe algo pior do que acordar ouvindo Bruno e Marrone gritando "Cavalgada", do Roberto Carlos, no programa da Ana Maria Braga?

Share

Os 100 dias do Obama




























Fotos The New York Times e Time

Obama afirma que começou a reconstruir a América

Do Portal G1

Barack Obama afirmou nesta quarta-feira que começou a manter a grande promessa de reconstruir os Estados Unidos, mas alertou que os desafios de seus cem primeiros dias de mandato não chegaram ao fim.

Como para confirmar suas palavras, os americanos receberam a notícia de que a atividade econômica havia encolhido 6,1% no primeiro trimestre de 2009 e que a gripe suína causara sua primeira morte no país, uma criança de menos de dois anos.

O presidente cumpriu, em seguida, o ritual dos 100 dias, participando de um ato público em Saint Louis (Missouri).

"Hoje, neste 100º dia após minha posse, vim dizer a vocês, americanos, que começamos a nos recuperar, a nos mover e que nós começamos a reconstruir a América", disse, retomando um dos principais pontos de seu discurso de posse do dia 20 de janeiro.

Obama deixou claro que não aprova esta marca arbitrária de 100 dias, tão cara à imprensa americana. Mas ele tratou de tirar o máximo de proveito do momento. Lembrou que foi eleito com a promessa de mudança e que encontrou dificuldades de uma magnitude "sem precedente".

Ele citou as medidas tomadas para retirar o país da pior recessão desde os anos 1930. Ressaltou a ruptura com a era George W. Bush, com o anúncio do fechamento do campo de Guantánamo, a proibição da tortura e o calendário de retirada do Iraque.

Obama defendeu o que alguns especialistas consideram o programa de reformas mais ambicioso desde os anos 1930, nos âmbitos da educação, da saúde, da energia e das finanças.

"Após 100 dias, estou feliz com o progresso feito, mas não estou satisfeito. Tenho confiança no futuro, mas não estou satisfeito com o presente", disse, referindo-se ao corte de mais de cinco milhões de postos de trabalho desde o início da recessão, em dezembro de 2007, e aos milhões de americanos incapazes de pagar por um plano de saúde ou por seus estudos.

À noite, de novo em Washington, ele deverá conceder uma entrevista coletiva à imprensa às 20:00 (21:00 de Brasília).

Matéria editada pelo RA.

Share

terça-feira, 28 de abril de 2009

De Niro doa acervo para universidade

O imenso Robert De Niro acaba de doar para a Universidade do Texas (em Austin, EUA) 1.300 caixas de papéis, filmes, objetos cenográficos e figurinos usados em seus filmes, de 1968 até 2005. O acervo, avaliado em U$ 5 milhões, estará à disposição de pesquisadores e do público em geral.

Abaixo, algumas preciosidades doadas pelo ator:


Licença de taxista usada na preparação de 'Taxi Driver'


Fotos de testes de maquiagem para 'Touro Indomável'


Roteiro com anotações de 'O Franco-Atirador'

Fonte: The New York Times

Share

Imagens de terça






Fotos feitas entre 14:48 e 17:05

Share

Câmara baixa novas regras para passagens

Acabei de ver no no Blog do Josias. São cinco as novas regras que os congressistas deverão obedecer para utilizar a cota de passagens aéreas a que cada um tem direito.

O valor das cotas abaixou, em média, R$ 3.000,00, e os valores variam de acordo com a distância do estado do congressista em relação a Brasília.

A cota mais alta é destinada ao pessoal de Roraima, quase R$ 15.000,00 por mês. A "menorzinha", obviamente, é a dos brasilienses (coitados!), exatos R$ 3.764,58 mensais.

E é isso aí, leitores insaciáveis do RA. Amanhã pode ser que chova, mas também pode ser que não. De qualquer forma, é bom tirar a roupa do varal antes de sair de casa.

Share

Parabéns pra você!

Share

segunda-feira, 27 de abril de 2009

GE anuncia disco capaz de armazenar 100 DVDs

Da BBC Brasil

A multinacional americana General Electric anunciou nesta segunda-feira ter desenvolvido um disco ótico capaz de armazenar 500 gigabytes de informação, o equivalente a 100 DVDs.

O disco, que usa uma tecnologia chamada de micro-holográfica, tem o mesmo tamanho de um DVD normal.

"O dia em que você vai poder guardar sua coleção completa de filmes de alta definição em um único disco, compatível com formatos de alta resolução, como a TV de 3D, está mais próximo do que você pensa", disse Brian Lawrence, chefe do departamento de pesquisa em armazenamento holográfico da empresa.

Pitaco do RA: Coincidentemente, dias atrás, o escritor Umberto Eco (que também é professor de semiótica) publicou um interessante texto no "New York Times" sobre esse assunto, onde ele questiona a durabililidade das novas mídias. Se você também tem dúvidas a respeito, leia aqui.

Share

Pelé não acreditava na recuperação de Ronaldo

Numa entrevista coletiva ocorrida em São Paulo, no dia 14 de março de 2008, Pelé afirmou que não acreditava que o atacante Ronaldo, ainda no Milan, pudesse voltar a jogar futebol no nível que o consagrou, depois do processo de recuperação da ruptura do tendão patelar do joelho esquerdo.

"Por mais que se recupere, não acredito que ele vai ser o mesmo de antes, pois está em idade avançada e vai ser difícil tirar o peso", afirmou Pelé, que ontem - pouco mais de um ano depois dessa "profecia" - assistiu de camarote o Fenômeno marcar dois gols (um deles antológico) no seu Santos, que perdeu a partida para o Corínthians por 3 a 1.

Fonte: UOL Esporte.

Share

Cabral desfruta as delícias do poder em Paris

Nota do Ex-Blog do Cesar Maia informa que o governador Sergio Cabral passou toda a semana passada em Paris, onde chegou no dia 18 (sábado) acompanhado da família. No dia 24 (sexta-feira última), eles almoçaram no restaurante L'Avenue, vizinho do hotel Plaza Athénée, na Avenue Montaigne. À mesa, além de Cabral, da esposa e dos cinco filhos, duas babás de nacionalidade não divulgada.

A família Cabral se hospedou no Hotel George V, que integra a cadeia Four Seasons. O hotel possui 11 tipos de suíte e quatro categorias de apartamentos. A diária mais econômica, "Bed & Breakfast", custa a partir de 780 euros.

Share

domingo, 26 de abril de 2009

Navegando em silêncio

Share

Veja acerta o tom, mas erra o alvo


Está certo que só o voto - o bom voto! - pode salvar a democracia. Está certo também que os canalhas que infestam o Congresso Nacional e denigrem a sua imagem foram eleitos pelo povo. Está certo, portanto, que o povo tem escolhido muito mal seus candidatos.

Tudo certo. Mas, particularizando a questão, estamos falando mesmo de qual povo? Dos brasileiros que sabem ler e escrever, que já leram pelo menos um livro inteiro na vida, que lêem jornais e revistas, que assistem os noticiários da tevê, ou dos 16 milhões de analfabetos e 33 milhões de analfabetos funcionais (dados do IBGE) que existem atualmente no país?

Se a capa da Veja aí em cima mirou na população instruída, pode ser que atinja o alvo. Afinal, tem muita gente nessa turma que merece uma esfrega por ainda acreditar em Papai Noel, de barba branca e roupa vermelha. Mas se a idéia era mexer com os brios do povo brasileiro, é bom lembrar que o nosso imenso país desigual ocupa hoje o penúltimo lugar no ranking de alfabetização na América do Sul (ganha, por décimos, apenas da Bolívia!).

E é justamente isso - a total desinformação aliada à miséria - que leva milhões de eleitores a trocar, de quatro em quatro anos, seus votos por um saco de feijão ou um par de sandálias Havaianas falsificadas.

Como mudar isso? Votando melhor? Mas como, se esses milhões de miseráveis eleitores não têm a mínima noção do que seja consciência política, do que seja votar melhor? Para eles, o que conta é o pagamento pela venda do único bem que possuem, seus votos. Daí, a perpetuação no poder de gente como José Sarney, Jader Barbalho e outras centenas de excelências que sempre viveram às custas da ignorância de seus eleitores.

Mas, então, é impossível mudar o Brasil? A meu ver, a única saída passa por uma eficiente política nacional de educação, que reduza - de modo gradual, mas constante - os ancestrais índices de analfabetismo. É claro que só isso não basta. É preciso também implementar programas de desenvolvimento regional nas áreas mais carentes do país, como a construção de fábricas, de açudes e, claro, de escolas.

Para realizar essa verdadeira revolução, precisaríamos, antes de mais nada, de um presidente que fosse um misto de Juscelino com Darcy Ribeiro, obcecado com obras, desenvolvimento industrial e, ao mesmo tempo, com educação. Brizola, que não realizou o sonho de ser presidente, poderia ter chegado bem perto desse ideal, não fosse o populismo exacerbado. Fernando Henrique, que exerceu dois mandatos, era para ter feito muito mais, tanto pela indústria, quanto pela educação. Já o Lula acha que ler é perda de tempo. Para ele, uma bolsa família vale mais que uma sala de aula.

Pelo atraso secular (e bota secular nisso!), o Brasil só toma jeito com um choque de ordem comandado por um líder com as características acima, que fique na presidência por dois mandatos seguidos e que eleja o seu sucessor. O Congresso, amigos da Veja, não vai mudar enquanto não houver uma redução drástica na taxa de analfabetismo. Não é à toa que o Chile - que quase não tem analfabetos - chegou aonde chegou.

E aqui voltamos ao xis da questão inicial: é necessário que a elite alfabetizada, unida em torno de um mesmo propósito, eleja - quando houver essa opção! - alguém empenhado em mudar o país pela educação e pelo trabalho. Só isso pode por fim ao assistencialismo que perpetua a ignorância e garante a farra desmedida e impune dos nobres congressistas brasileiros.

Share