Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

quarta-feira, 29 de novembro de 2006

Casa do Fritz agora é Graal

Corre à boca pequena que um dos sócios do Rodoshopping Graal comprou o mais tradicional restaurante de Penedo. O meganegócio - de 1 milhão e meio de reais - teria sido fechado hoje em um importante escritório de contabilidade de Resende. Fritz - o empresário suíço que vive em Penedo desde a década de 1980 - deverá se dedicar, a partir de agora, somente à filial de Volta Redonda.

Em Penedo, tudo deverá continuar como antes, do nome do restaurante ao cardápio, embora esteja prevista uma ampliação das instalações que, já há algum tempo, não comportam a enorme procura nos fins de semana e feriados. Informou o Plantão RA.

Share

terça-feira, 28 de novembro de 2006

Cápsulas do Tempo


Toda a história da humanidade está traduzida em filmes

Share

Para assistir antes que o Bush nos exploda

2001 - Uma Odisséia no Espaço; Acossado; Bye, Bye Brasil; O Grande Ditador; Clube da Luta; Moulin Rouge; Se meu Apartamento Falasse; O Pagador de Promessas; O Sol é para Todos; Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos; Jules e Jim; Beleza Americana; O Bebê de Rosemary; Pulp Fiction; Intriga Internacional; Cinema Paradiso; Tubarão; Juventude Transviada; Gata em Teto de Zinco Quente; Laranja Mecânica; Um Estranho no Ninho; Fantasia; E.T.; Cidade de Deus; Era Uma Vez na América; Apocalypse Now.

Cantando na Chuva; A Lista de Schindler; Metrópolis; O Último Tango em Paris; Ladrões de Bicicleta; Janela Indiscreta; Os Imperdoáveis; Star Wars (Episódio 5); O Poderoso Chefão (Partes 1, 2 e 3); Annie Hall; Nosferatu; Edward Mãos-de-Tesoura; Cães de Aluguel; Lolita; A Doce Vida; No Tempo das Diligências; Um Convidado bem Trapalhão; O Exorcista; Sindicato de Ladrões; Matrix; Os Sete Samurais; Harry e Sally; Chinatown; O Senhor dos Anéis; A Bela da Tarde; Blade Runner; Sem Destino.

Kill Bill (Volumes 1 e 2); Central do Brasil; Os Canhões de Navarone; Procurando Nemo; Superman (1978); O Grande Lebowski; Muito Além do Jardim; Sexo, Mentiras e Videotape; Os Embalos de Sábado à Noite; Forrest Gump; Cidade dos Sonhos; Betty Blue; Sin City; Cidadão Kane; Diários de Motocicleta; Assim Caminha a Humanidade; Butch Cassidy; Os Bons Companheiros; Blow-Up; Os Brutos Também Amam; Bonequinha de Luxo; Bonnie e Clyde; Era uma Vez no Oeste; King Kong; M.A.S.H.

Tudo isso e muito mais em "300 Filmes para Ver Antes de Morrer", da Editora Globo (Época - Coleção Mente Aberta), que comprei hoje, feliz da vida, na Revistaria Agulhas Negras. O livrinho tem quase 200 páginas, é todo em papel couché, tem belas fotos e resenhas (Por que Ver?) dos 300 filmes selecionados. E o melhor: dá vontade de assistir (ou rever) todos eles. Taí, um bom desafio para 2007!

Share

domingo, 26 de novembro de 2006

Rio, Cidade Tenebrosa

Rumo ao terceiro subsolo do buraco negro:

1. Um ônibus com ao menos 18 turistas ingleses foi roubado entre a noite de sábado e a madrugada de domingo por quatro homens armados no Aterro do Flamengo, zona sul da cidade.

Os turistas, que tinham acabado de desembarcar no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, foram ameaçados com granadas durante o assalto. Os assaltantes, que também estavam armados com fuzis, ameaçaram detonar os explosivo. "Eles entraram no ônibus dizendo que eram policiais", disse o motorista do ônibus, Eurides Fonseca.

Um dos ingleses foi agredido com uma coronhada na cabeça. Os ladrões levaram objetos pessoais, bagagens de mão, carteiras e documentos dos turistas (Publicado no UOL Últimas Notícias).

2. O Rio conseguiu superar a marca de roubos a transeuntes de 2005, que já havia sido um recorde histórico. De janeiro a setembro deste ano foram registrados 22.249 casos, contra "apenas" 17.660 registrados no mesmo período de 2005. Um aumento de 25,98%.

Já o índice de roubos de veículos subiu em agosto e setembro, segundo estatística divulgada pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) da Secretaria de Segurança. Foram 2.921 casos em setembro(uma média de 97,3 por dia), o que representa um aumento de 6,4% em relação ao mesmo mês do ano passado. Em agosto, foram registrados em todo o estado 2.713 casos (Publicado no Globo Online).

3. A quebra da paz em Ipanema, com tiroteios nas imediações do Morro do Cantagalo, o assalto na Avenida Vieira Souto e o assalto seguido de tiroteio no shopping Downtown, na Barra, que deixaram moradores assustados, estão preocupando mais ainda os responsáveis pela segurança nos Jogos Pan-Americanos. A última vítima brutal foi a ex-mulher do empresário Germano Gerdau, Ana Cristina, que morreu depois de ser baleada na cabeça por dois ladrões numa bicicleta, quando dirigia um Mercedes (Publicado no Globo Online).

4. Alguns títulos que podem ser lidos hoje nas seções Rio e Cartas dos Leitores do jornal O Globo: "Leblon também sofre com decadência da cidade - camelôs, mendigos, mobiliário quebrado, e medo da violência já são rotina no bairro"; "Bandidos roubam carro e lancha na Perimetral - Presidente e vice da Confederação Brasileira de Caça Submarina são rendidos às 7h (de ontem), na descida da Av. Brasil"; "Total desrespeito" (sobre carros estacionados nas calçadas); "Táxis sem limite" (sobre a superlotação de táxis no Aeroporto Santos Dumont, que ocupam todas as vagas de estacionamento do local); "É só buraco" (sobre o estado precário das ruas da cidade, sempre esburadas ou mal remendadas); "Trânsito infernal" (mais uma reclamação contra a CET-Rio).

Share

sexta-feira, 24 de novembro de 2006

Lendo agora


Segundo número da 'Rolling Stone' made in Brazil

Share

Amor e poder

Crônica de Nelson Motta (via e-mail)

"O amor é o culto do impossível", diz a psicanalista Betty Milan ecoando Lacan, porque o amor é totalitário, quer fazer de dois seres um só, assim como o poder almeja que todas as vontades sejam a mesma: a sua.

É duro, mas é verdade, quem já viveu o céu e o inferno de paixões avassaladoras e seus finais devastadores, sabe do que ela está falando: o sentimento devorador da impossibilidade de uma posse plena, de uma total integração de corpo e alma, anulando individualidades e vontades, e criando dependência como uma droga pesada, num processo no qual quanto mais se come mais fome se tem.

As mesmas razões para temer os venenos e servidões do amor valem para manter distância de seitas, igrejas, partidos, facções, torcidas organizadas e todas as formas de fanatismo que se expressam pelo radicalismo, a exclusão e a intolerância. Uma boa parte dos horrores do mundo nasce das boas intenções desses que se nutrem de certezas e de um sentimento de superioridade teológica, ética ou esportiva em relação aos "outros" - nós todos que não cultuamos seus deuses e heróis, seus políticos e atletas. São os que matam "por amor".

As próprias palavras já dizem muito: ao "torcer" a realidade e até a própria visão, pelo resultado, o torcedor só vê o seu time, não o jogo. Um "partido" é um pedaço, quebrado, parcial, que almeja ser o todo. "Militantes" são movidos pela disciplina e a doutrina próprias dos militares. Mas militares são guerreiros profissionais que defendem um país de todos - e militantes, fanáticos vocacionais que querem impor sua fé e sua vontade a todos do país, em nome de Deus, da Pátria ou do Povo.

Pela causa, pelas calças ou pelas calcinhas. Sempre por amor, que tudo absolve e justifica.

Share

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

Dia de chuva e Francis Hime no Parque das Águas



Uma tempestade começa a se formar sobre a serra

Share



E logo alcança as tendas do Fórum Regional

Share



Dentro de uma delas, Francis Hime inicia a passagem de som...

Share



... e de luz para o show de logo mais à noite

Share



Que relembrará sucessos como 'Pivete', 'Atrás da porta'...

Share



... e 'Meu caro amigo', cantada por Claudia Martins

Share



Uma última música para ajustar o som do microfone...

Share



... antes de enfrentar a chuva na volta para o hotel

Share

Sem palavras



Charge do Angeli, surrupiada do Blog do Josias

Share

Mais do mesmo



Protestos contra a visita de Bush ao Sudeste Asiático
(Foto AFP)

Share



Diga não (ao assassino trapalhão)
(Foto Reuters)

Share



Para as indonésias, Bush é pura merda
(Foto Reuters)

Pitaco do RA: Isso, isso, isso!

Share

sábado, 18 de novembro de 2006

Resende Agora agora no Resende

Oi, Otacílio!

Fiz um teste de publicar (de maneira automática) a introdução de seus posts no Site Oficial de Resende, com link de "leia mais" para o Resende Agora. Ficou bom! Vai aumentar bem o tráfego do Resende Agora. O que acha? Posso fazer? Dê uma olhada aqui.

Abraços

Pedro

Resposta do RA: Grande Pedro! Claro, pode fazer sempre que quiser. Já dei uma olhada e ficou mesmo muito bom. E o melhor é que isso vai estimular a enorme - e preguiçosa - redação do RA a produzir mais e melhores notícias. Obrigado pela força e um grande abraço.

Share

quinta-feira, 16 de novembro de 2006

A volta do Homem da Máscara de Ferro



Michael Jackson canta no World Music Awards em Londres
(Foto Agência Reuters)

Share

Investigação sobre queda do Boeing da Gol deve durar dez meses

Da Folha Online

O coronel Rufino da Silva Ferreira, presidente da comissão que investiga a queda do Boeing da Gol ocorrida no último dia 29 de setembro em Mato Grosso, informou nesta quinta-feira que só deverão ser divulgadas conclusões sobre o caso em dez meses. Neste período, os profissionais - inclusive norte-americanos - que integram a comissão deverão terminar de coletar dados técnicos sobre a colisão do Boeing com um Legacy e analisá-los.

No final de outubro, o delegado da PF (Polícia Federal) Renato Sayão, responsável pela investigação sobre o acidente naquele órgão, tentou ouvir os controladores ligados ao acidente, mas todos faltaram. Eles alegaram estar sob tratamento psiquiátrico e psicológico.

Diante da ansiedade dos jornalistas em saber as causas do acidente, Ferreira fez questão de destacar que o único objetivo da investigação é a prevenção de acidentes ou incidentes, e não o do apontamento de culpa ou responsabilidade civil.

Pitaco do RA: Uaalll...

Share

segunda-feira, 13 de novembro de 2006

Beleza pura



Peça do Lu Gastão estréia dia 6 de dezembro


Pitaco do RA: Aqui nas amplas instalações da redação do RA, estamos todos impressionados com a beleza deste cartaz e como ele combinou perfeitamente com as cores do blog. E já que faltam ainda muitos dias para a estréia da peça, resolvemos - por unanimidade - voltar a exibí-lo outras vezes. Parabéns ao Sergio Ornellas por mais essa obra de pura arte!

Share

sexta-feira, 10 de novembro de 2006

Preferência nacional

Crônica de Nelson Motta (via e-mail)

"É mentira!", bradou Severino Cavalcanti de dedo em riste, em rede nacional, para os que o acusavam de embolsar um mensalinho. O resto é história, mais resto do que história.

"Mentiras sinceras me interessam", Cazuza cantava com lirismo uma carência desesperada. Mas ele não era polícia e nem ladrão. E nem presidente da República.

"Mentir é um direito do acusado", proclamou o novo governador da Bahia, Jacques Wagner, certamente pensando mais nos companheiros em apuros do que no estado de direito democrático. O direito do réu é não se incriminar, perjúrio ainda é crime no Brasil, apesar de toda a impunidade.

Em países civilizados, pode até derrubar governos. Bill Clinton, mesmo vitorioso e popularíssimo, sofreu um processo de impeachment, não porque teve um caso com uma estagiária gorducha, mas porque mentiu. Entre nós, a mentira é não só tolerada como recompensada. A atual verdade brasileira é: minto, logo, existo.

Treinados para resistir a pressões e torturas, para não entregar companheiros, planos e organizações, alguns heróicos combatentes da luta armada morreram sem falar, outros foram humanos e não resistiram, mas isso tudo é passado.

Muitos que hoje estão no poder foram adestrados nessa dura escola da "mentira nobre" e continuam mestres na especialidade. Afinal, para quem se preparou para enfrentar os interrogatórios nos porões da ditadura, mentir cínica e deslavadamente numa CPI, na Polícia Federal ou na imprensa é um deleite.

Parafraseando o imortal Tim Maia "não fumo, não bebo e não cheiro - mas às vezes minto um pouquinho" pode-se dizer que nunca na história deste país tantos mentiram tanto em tão pouco tempo. E nunca tantos acreditaram. Ou estou mentindo?

Share

quarta-feira, 8 de novembro de 2006

A melhor imagem do ano



O serial killer George Bush amarga a derrota do seu partido
(Foto Agência Reuters)

Share

segunda-feira, 6 de novembro de 2006

Imagens do avião da Gol são fotos de 'Lost'

Da Folha Online

Fotos de um episódio do seriado "Lost" circulam pela internet como sendo imagens tiradas da câmera digital de um passageiro do vôo 1907 da Gol, que caiu no último dia 29 de setembro em uma região de mata fechada de Mato Grosso. O acidente matou 154 pessoas e é o maior da história da aviação brasileira.

É a segunda vez que internautas distribuem fotos falsamente ligadas à tragédia. As primeiras foram imagens de corpos mutilados anexadas a uma mensagem que afirmava que elas haviam sido tiradas no local do acidente. A Aeronáutica negou a veracidade das fotos, e a origem delas ainda não foi descoberta.

Desta vez, o autor da mensagem afirma que as fotos tiradas de "Lost" foram encontradas no cartão de memória de uma câmera digital, recuperada entre os destroços do Boeing. Nas imagens, vê-se o interior de um avião comercial cortado ao meio; passageiros agarrados a máscaras de ar e corpos humanos sendo arremessados para fora.

As cenas, na verdade, são de um dos primeiros episódios do seriado norte-americano. O acidente aéreo dá início à trama. A resolução da imagem distribuída por e-mail é baixa, provavelmente, por ter sido capturada da televisão (os chamados screencaps). A mesma foto pode ser encontrada em galerias de fotos de sites de fãs do programa.

Há outros dois indícios da farsa. O nome do passageiro que seria dono da câmera digital não consta da lista de pessoas que estavam a bordo do Boeing; e o nome do major que estaria investigando o vazamento das fotos, major Antônio Nelson, é uma provável referência ao do major Anthony Nelson, da série "Jeannie é um Gênio", exibida na década de 60.

Pitaco do RA: E pensar que eu também caí nessa... Mil desculpas, fiéis e pacientes leitores do RA, pela postagem das tais fotos (já retiradas) hoje de manhã! Vida que segue.

Share

sábado, 4 de novembro de 2006

A verdade sobre a queda do avião da Gol

Otacílio Rodrigues, redator ocasional do Resende Agora

Desde que postei aqui no RA o relato do jornalista americano que estava no jatinho Legacy que derrubou o Boeing da Gol, tinha certeza absoluta da inocência dos pilotos americanos. Não que me baseasse em evidências, já que elas demoraram muito a aparecer. Minha cisma sempre foi em cima da forma truculenta que nossas autoridades - civis e militares - conduziram o caso desde o início, retendo o jatinho na base aérea da Amazônia (onde pousou depois do choque com o Boeing) e confiscando os passaportes dos pilotos americanos, impedindo-os de retornar ao seu país.

Para o Ministro da Defesa, autoridades em geral, políticos de todos os partidos e, até, jornalistas muitíssimo bem informados, os jovens pilotos americanos eram os únicos responsáveis pela tragédia que matou 154 pessoas e chocou o país há pouco mais de um mês. Sebastião Nery escreveu um artigo irado na Tribuna da Imprensa, acusando Joe Lepore e Jan Paladino de estarem fazendo acrobacias sobre a floresta amazônica no momento do choque. O Ministro Waldir Pires, por sua vez, chamou o jornalista Joe Sharkey de leviano por ter declarado nos EUA que o controle de vôos no Brasil era caótico. Outros patriotas lembraram que controle de vôos caótico era o americano, que não conseguiu impedir os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

Ontem, finalmente, a FAB reconheceu que o erro foi cometido justamente por um controlador de vôo de São José dos Campos (o ponto de partida do Legacy novinho em folha), que orientou os pilotos americanos a manter a fatídica altitude de 37 mil pés até Manaus, sem mencionar que, a partir de Mato Grosso, eles deveriam subir para 38 mil pés, o que evitaria o choque com o avião da Gol, que vinha em sentido contrário voando também a 37 mil pés. Além disso, a culpa pela tragédia pode estar ainda no Centro de Controle de Área de Brasília, que é quem aprova ou não os planos de vôo dos aviões que partem de São José dos Campos.

O problema é que as autoridades já tinham conhecimento desses fatos há muito tempo. Se não, porque vários controladores de vôo de Brasília abandonaram os seus cargos logo depois do acidente, desencadeando um movimento na categoria por melhores condições de trabalho, reajustes salariais, aumento de pessoal qualificado, etc, que é a origem da imensa bagunça que tomou conta dos aeroportos brasileiros nos últimos dias? Outra coisa: a demora na apuração do caso sempre foi atribuída à dificuldade de se encontrar a caixa-preta do Boeing da Gol e do longo prazo requerido pelo Conselho de Segurança dos Transportes do Canadá (TSB) para transcrever os diálogos entre o piloto americano e os controladores brasileiros.

Pois bem. Segundo matéria publicada ontem na Folha Online, a chave do mistério está - quem diria? - aqui mesmo no Brasil, gravada nas fitas da torre de São José dos Campos, e que vem a ser a equivocada - e criminosa - instrução transmitida ao Legacy de voar a 37 mil pés até Manaus. E aí vem a pergunta que não quer calar: se as autoridades já conheciam o culpado (ou os culpados) desde o início, por que então prender (não consigo encontrar um termo melhor) em solo pátrio os dois pilotos americanos, que estão - há 35 dias! - à disposição da Justiça (ual!) brasileira? E o Legacy, por que continua retido na base aérea da Amazônia, supostamente intocado para não atrapalhar as investigações?

Alguém já disse que se a crise nos aeroportos tivesse acontecido antes das eleições, não seria tão fácil para o Lula dar a surra que deu no Geraldo. E se, logo depois do acidente, a culpa recaísse sobre os controladores de vôo brasileiros, levantando questões que hoje estão na boca do povo, como a rotina estressante, o número reduzido de profissionais qualificados e, principalmente (já que é a origem de tudo), os baixos salários da categoria, tudo isso não poderia prejudicar a campanha pela reeleição, já que o país estava traumatizado pela maior tragédia da aviação brasileira de todos os tempos? Isso posto, é justo supor que quando o presidente retomar o trabalho (uaaalll!) na próxima segunda-feira, uma de suas primeiras medidas será devolver os passaportes aos pilotos americanos, já que eles não representam mais nenhum risco à reeleição.

Estes são os fatos. Estas são as perguntas que, muito provavelmente, ficarão sem resposta. Pelo menos, sem resposta oficial, já que isso significaria reconhecer erros de avaliação, erros na condução do caso, erros na política de formação e valorização do setor de controladores de vôo e, principalmente, muitos pedidos de desculpa. No mínimo, 154 pedidos de desculpas aos familiares das vítimas do descaso das autoridades que deveriam zelar pela segurança dos aviões que cruzam diariamente os céus desse imenso - e caótico, como diria o jornalista Joe Sharkey – Brasil, ao invés de defender os interesses sujos da política.

Share

Coisas impossíveis antes do café

Fernando Gabeira, na Folha Online

Tornei-me um grande "direitista" por defender a quebra do monopólio nas comunicações. Milhões de telefones foram vendidos. Entendi como um processo de redistribuição de renda. Antigamente, um prestador de serviço usava telefone de recado. Ainda bem que meus eleitores, diante do aparelho concreto, compreenderam bem os argumentos.

Outra crença interessante é a de que, com a ajuda do governo, vai florescer uma imprensa alternativa. Essa premissa já a faz nascer com um pecado mortal. Será que não se percebeu ainda que essa revolução já aconteceu e que não depende dos trocadinhos do governo? A internet está aí possibilitando o blog próprio, tevê e rádio próprias.

O próprio PT, através de seus simpatizantes, fez um uso maciço e um pouco atemorizante da rede. Eu mesmo recebi mensagens dizendo que era um traidor do povo brasileiro e que, junto com Caetano Veloso, iria para a lata de lixo da história. Desconheço o abrigo atual de Caetano. No meu caso, já fui condenado, há anos, à lata de lixo da história. Que corrente política me tirou de lá? E agora, por que me condenam de novo?

Sinceramente, pensei que estavam alegres com a vitória eleitoral e que iam se dedicar aos projetos que possam realizar as expectativas da maioria que os consagrou. Em vez disso, resolvem ajustar suas contas com a imprensa. Aqui de Ipanema, a única mensagem das ruas, pelo menos da Vinicius de Moraes, é esta: é melhor ser alegre do que triste.

Em 2002, os vencedores sorriam para o amanhã. Hoje, parecem ressentidos e, para azar de todos, aterrissaram no maior apagão aéreo dos últimos anos. As diferenças esquerda-direita, dramatizadas na campanha, lembram-me um pouco daquele soldado japonês que passou anos ignorando que a guerra havia acabado.

Os dois pólos sobrevivem em toda parte. Mas se a esquerda chilena desembarcasse por aqui, ou mesmo a direita sueca, estariam arriscadas a sofrer críticas de seu próprio campo. Objetivamente, há um enorme espaço para se entender. Na cabeça, ainda estamos divididos, hostilizando-nos mutuamente. Talvez a saída seja mesmo a da Rainha Branca: fechar os olhos, respirar fundo e pensar em seis coisas impossíveis antes do café da manhã.

Para ler este texto na íntegra - e entender o porquê da frase final -, clique aqui.

Share